Você está na página: Home / Notícias / Quebra na safrinha de milho chega a 85% em algumas regiões de Goiás

Notícias

10/05/2016

Quebra na safrinha de milho chega a 85% em algumas regiões de Goiás

As perdas com a estiagem prolongada chegam a 85% em alguns municípios da região norte do estado de Goiás, de acordo com cálculos da Aprosoja-GO

As perdas com a estiagem prolongada chegam a 85% em alguns municípios da região norte do estado de Goiás, de acordo com cálculos da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Goiás (Aprosoja-GO). A projeção é de que a colheita chegue a um total entre 4,8 milhões de toneladas e 5,2 milhões de toneladas.

As estimativas iniciais apontavam uma safrinha de milho recorde, prevendo cerca de 8,2 milhões de toneladas (ante 7,6 milhões de toneladas na segunda safra de 2015). O clima seco e quente, no entanto, frustrou as expectativas, e a quebra na produção de soja também será significativa: entre 50% a 60%.

"A cada dia que passa, aumentam as perdas com a seca, e o produtor tem buscado amparo nas entidades de classe para obter melhor negociação", afirma o presidente da Aprosoja-GO, Bartolomeu Braz Pereira. A decretação de "estado de emergência" é uma realidade em diversos municípios, que partem para renegociação com credores e alongamento do prazo de financiamentos.Com base nos decretos municipais, Aprosoja-GO e Faeg vão protocolar um pedido de emergência estadual. "Comprovar que não houve colheita do grão é fundamental para as negociações.

Os produtores precisam acionar seus responsáveis técnicos e buscar contato com os credores antes do vencimento dos prazos", ressalta Bartolomeu.

Veja também:

16/04/2018
Milho: Com foco no clima e na safra americana, mercado encerra semana com leves quedas na CBOT

16/04/2018
Revisões para baixo na safra de soja e milho na Argentina

16/04/2018
Milho: Com produtores retraídos, negócios são pontuais no sopt Publicado em 16/04/2018 09:58

25/01/2018
Posicionamento da Monsanto sobre ataque de lagarta em lavoura de soja com tecnologia Intacta RR2 PRO® em GO

25/01/2018
Queda das vagens está relacionada a stress climático e solo sem oxigenação

Veja mais

Voltar | Topo | Home

Agrológica
Unidade 1 - Primavera do Leste - MT - Avenida São Paulo, 1130 – Distrito Industrial - 66 3500 6300
Unidade 2 - Rondonópolis - MT - Av. Bonifácio Sachetti, 1896 - Distrito Industrial Augusto B. Razia - 66 3423 2249
Unidade 3 - Lucas do Rio Verde - MT - Avenida da Produção, Parque das Emas II, 2620 W - 65 3549 5464
Unidade 4 - Nova Mutum - MT - Av. Perimetral das Samambaias, 1920-W - Parque das Águias - 65 3308 4600
Unidade 5 - Confresa - MT - BR 158, Lote 5, Qd 01 - Residencial Babinski ll - 66 3508 1028
Unidade 6 - Sorriso - MT - Av. Dr. Ari Luiz Brandão, 1514 - Bairro Industrial Nova Prata - 66 3545 1494