Você está na página: Home / Notícias / Soja/MT: Chuvas seguem irregulares

Notícias

30/10/2015

Soja/MT: Chuvas seguem irregulares

a previsão é de chuvas irregulares com pancadas em todo o Estado. "Ainda na próxima semana haverá precipitação, mas daqui a 15 dias as chuvas cessarão

  • As chuvas desta quarta-feira ainda não trouxeram alento aos produtores de Mato Grosso. O mês vai chegando ao fim e até o momento menos de 20% de uma área total estimada em 9,20 milhões de hectares está semeada. O atrasado reflete a falta das precipitações e vai se tornando histórico para a sojicultura estadual, segundo o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea). E como adverte a Associação dos Produtores de Soja e Milho do Estado (Aprosoja/MT), as chuvas seguirão irregulares, o que demandará mais paciência dos produtores.


De acordo com Marco Antônio Soares, agrometeorologista da Somar Meteorologia, a previsão é de chuvas irregulares com pancadas em todo o Estado. "Ainda na próxima semana haverá precipitação, mas daqui a 15 dias as chuvas cessarão por um período", explica. O especialista diz que a primavera será neste padrão de chuvas irregulares e que a chuva "boa" ocorrerá em fevereiro.

Durante a primeira semana do Circuito Tecnológico Etapa Soja, as equipes da Aprosoja/MT verificaram pouco plantio e até replantios em algumas áreas. Para o diretor técnico da Associação, Nery Ribas, com 80% da área sem plantar é momento de apreensão. "Os insumos estão na fazenda, a preocupação com as janelas de plantio da segunda safra, como milho e algodão. O plantio ideal de soja é até final de outubro, para colher até final de fevereiro e iniciar a segunda safra", explica.

Com o sol brilhando forte e altas temperaturas, juntamente com a falta de umidade, relatos de que em algumas lavouras semeadas é possível verificar que, logo após a emergência, algumas plantas morreram ou foram atacadas por pragas. Ribas lembra ainda que o custo de produção está bastante alto nessa safra. Por isso, o produtor tende a ter um aumento do custo de produção com a perda de seus insumos e por ter que realizar replantios, por exemplos.

"Agora, o produtor precisa ficar atento às previsões do tempo e monitorar sua lavoura. O acompanhamento de sites especializados e a ajuda de um técnico são fundamentais para fazer o plantio na hora mais acertada", alerta.

AGRURAL ? De acordo com acompanhamento divulgado pela consultoria AgRural, a movimentação das máquinas seguiu lenta em boa parte do Centro-Oeste e do Sudeste. Conforme seus analistas, Mato Grosso atingiu 20% da área, contra 52% na média de cinco anos.

"Com pouca umidade no solo e altas temperaturas, a previsão de chuva para os próximos dias não foi suficiente para as plantadeiras voltarem com força à ativa. Em Mato Grosso, os produtores seguem ansiosos pelo retorno das chuvas. Pancadas esparsas foram registradas em pontos do norte e do oeste, mas não foram suficientes para normalizar a situação. Em Lucas do Rio Verde, as máquinas permaneceram paradas. Em Campos de Júlio, talhões com quase 20 dias sem chuva, e alguns estimam que 8% da área semeada até agora precisará de replantio. Em Campo Verde, alguns arriscaram semear no com a expectativa de chuva. No leste, bons volumes foram registrados em Canarana", explica a analista, Daniele Siqueira.

Fonte FMC NEWS

Veja também:

24/07/2019
Economia começa a reagir para gerar empregos, mas a paciência dos brasileiros está no limite

24/07/2019
Com pouca soja disponível, produtor brasileiro tende a segurar vendas para o último trimestre. Safra nova só acima de

24/07/2019
Colheita do milho safrinha avança para 65% no Paraná segundo o Deral

24/07/2019
Soja sobe em Chicago nesta 4ª feira se recuperando de duas sessões no vermelho

16/04/2018
Milho: Com foco no clima e na safra americana, mercado encerra semana com leves quedas na CBOT

Veja mais

Voltar | Topo | Home

Agrológica
Unidade 1 - Primavera do Leste - MT - Avenida São Paulo, 1130 – Distrito Industrial - 66 3500 6300
Unidade 2 - Rondonópolis - MT - Av. Bonifácio Sachetti, 1896 - Distrito Industrial Augusto B. Razia - 66 3423 2249
Unidade 3 - Lucas do Rio Verde - MT - Avenida da Produção, Parque das Emas II, 2620 W - 65 3549 5464
Unidade 4 - Nova Mutum - MT - Av. Perimetral das Samambaias, 1920-W - Parque das Águias - 65 3308 4600
Unidade 5 - Confresa - MT - BR 158, Lote 5, Qd 01 - Residencial Babinski ll - 66 3508 1028
Unidade 6 - Sorriso - MT - Av. Dr. Ari Luiz Brandão, 1514 - Bairro Industrial Nova Prata - 66 3545 1494