Você está na página: Home / Notícias / Economia começa a reagir para gerar empregos, mas a paciência dos brasileiros está no limite

Notícias

24/07/2019

Economia começa a reagir para gerar empregos, mas a paciência dos brasileiros está no limite

Convidamos três analistas para discutir o momento crítico da economia e da politica. A conclusão foi positiva. Ouça o opinião do economista Roberto Tr

Hoje o governo anunciou um congelamento adicional de 1,443 bilhão de reais nos gastos do Executivo para seguir cumprindo a meta fiscal de 2019, após o comportamento mais fraco esperado para a economia ter levado a um corte de mais de 5 bilhões de reais nas receitas esperadas para o ano. Por outro lado, a equipe econômica do governo tem um pacote de medidas pronto para impulsionar a atividade e que pode ser anunciado nos próximos dez dias, afirmou Paulo Guedes, ministro da Economia, em entrevista ao Valor Econômico. Guedes apontou ao jornal que sua expectativa é de liberação de R$ 42 bilhões do FGTS, a serem sacados no mês de aniversário dos correntistas. No caso do PIS/Pasep, ele prevê que R$ 21 bilhões ficarão disponíveis, mas só R$ 2 bilhões devem ser efetivamente retirados pelos trabalhadores.

Essas duas notícias de caráter ecônomico, movimentaram o debate do 3 Análises, programa piloto comandado pelo jornalista João Batista Olivi que contou com a participação do economista Roberto Troster, do analista político Renato Dias e do advogado Antônio Fernando Pinheiro Pedro. 

 

Sobre essa conjuntura, Roberto Troster acredita que a economia está melhorando, o que pode ser comprovado com a recente projeção de alta do PIB, a primeira após 20 semanas de queda. Para ele, o desbloqueio do FGTS pode ser uma medida para o pagamento de dívidas e para o consumo imediato, porém terá um baixo impacto na melhoria do PIB.

Para Renato Dias, a política no primeiro semestre ficou muito travada, tendo a Reforma da Previdência como pauta principal e que mesmo assim ela só terá um desfecho no segundo semestre. Ele acredita que outras reformas e pautas políticas importantes ainda estão para serem discutidas, como por exemplo a Reforma Trtibutária e que está otimista com relação aos avanços políticos no Brasil.

Já Antônio Fernando Pinheiro Pedro reforça que, apesar dos acertos, o governo ainda vem falhando em sua estratégia de comunicação. Para ele, a descentralização da forma como Bolsonaro se pronuncia, sem o acompanhamento de um porta voz ou especialista na área jornalística, faz com que notícias conflitantes tirem o foco da população com relação aos avanços que o país tem conquistado.

Apesar de divergirem com relação a alguns pontos sobre as formas que o liberalismo econômico repercutirá na geração de empregos, os 3 acreditam que o momento é favorável para o crescimento econômico do país. Assista a entrevista na íntegra no vídeo acima.

Veja também:

24/07/2019
Com pouca soja disponível, produtor brasileiro tende a segurar vendas para o último trimestre. Safra nova só acima de

24/07/2019
Colheita do milho safrinha avança para 65% no Paraná segundo o Deral

24/07/2019
Soja sobe em Chicago nesta 4ª feira se recuperando de duas sessões no vermelho

16/04/2018
Milho: Com foco no clima e na safra americana, mercado encerra semana com leves quedas na CBOT

16/04/2018
Revisões para baixo na safra de soja e milho na Argentina

Veja mais

Voltar | Topo | Home

Agrológica
Unidade 1 - Primavera do Leste - MT - Avenida São Paulo, 1130 – Distrito Industrial - 66 3500 6300
Unidade 2 - Rondonópolis - MT - Av. Bonifácio Sachetti, 1896 - Distrito Industrial Augusto B. Razia - 66 3423 2249
Unidade 3 - Lucas do Rio Verde - MT - Avenida da Produção, Parque das Emas II, 2620 W - 65 3549 5464
Unidade 4 - Nova Mutum - MT - Av. Perimetral das Samambaias, 1920-W - Parque das Águias - 65 3308 4600
Unidade 5 - Confresa - MT - BR 158, Lote 5, Qd 01 - Residencial Babinski ll - 66 3508 1028
Unidade 6 - Sorriso - MT - Av. Dr. Ari Luiz Brandão, 1514 - Bairro Industrial Nova Prata - 66 3545 1494