Você está na página: Home / Notícias / Milho: Com foco no clima e na safra americana, mercado encerra semana com leves quedas na CBOT

Notícias

16/04/2018

Milho: Com foco no clima e na safra americana, mercado encerra semana com leves quedas na CBOT

Na Bolsa de Chicago (CBOT), os futuros do milho acumularam ligeiras desvalorizações na semana. As principais posições da commodity recuaram entre 0,42% e 0,63%, de acordo com levantamento realizado pelo economista do Notícias Agrícolas, André Lopes.

No pregão desta sexta-feira (13), as principais posições do cereal exibiram perdas de mais de 2 pontos. O vencimento maio/18 era cotado a US$ 3,86 por bushel, enquanto o julho/18 operava a US$ 3,94 por bushel. O setembro/18 encerrou o dia a US$ 4,01 por bushel.

De acordo com informações da Reuters internacional, as cotações acompanharam as perdas mais fortes registradas nos preços do trigo. Por sua vez, os futuros do trigo caíram entre 8 e 9 pontos nesta sexta-feira diante da perspectiva de clima melhor nos Estados Unidos.

"A fraqueza do trigo pesou sobre os valores do milho, já que há uma correlação entre os grãos. Isso apesar das perspectivas de clima mais frio e úmido nos EUA não serem benéficas para o plantio do grão", reportou o Agrimoney.com.

Inclusive esse é o foco do mercado a partir de agora, o início do plantio da nova safra nos EUA. Projeções reportadas ao longo dessa semana indicam que a semeadura já está completa em 2% da área prevista para essa temporada no país.

"Ainda assim, o mercado está mostrando pouca preocupação com o clima no cinturão de produção de milho no país e como isso poderia afetar a semeadura esse ano", disse Karl Setzer, da MaxYield Co-operative ao Agrimoney.com.

Embora as previsões se confirmem, "qualquer reação de alta será adiada. Isso por conta da confiança na capacidade dos agricultores americanos em semear grandes áreas em um pequeno espaço de tempo", completa Setzer.

Mercado brasileiro

Já no mercado doméstico, a semana foi de ligeiras movimentações nos preços do milho, ainda conforme levantamento do Notícias Agrícolas. As praças de Luís Eduardo Magalhães (BA), Jataí e Rio Verde, ambas no estado de Goiás, subiram 6,67%, com a saca do cereal a R$ 32,00.

Em Rio do Sul (SC), a saca do grão apresentou ganho de 4,17% e terminou a semana a R$ 37,50. Na região de Campo Novo do Parecis (MT), a alta foi de 2,13% e a saca do milho a R$ 24,00. No Porto de Paranaguá, a saca subiu 1,39% e encerrou a semana a R$ 36,50.

Em contrapartida, em Brasília, a saca de milho caiu 6,06% e finalizou a sexta-feira a R$ 31,00. Na localidade de Ponta Grossa (PR), a queda ficou em 5,00%, com a saca a R$ 38,00. Em Campinas (SP), a saca recuou 2,40% e fechou a semana a R$ 40,60.

Veja também:

16/04/2018
Revisões para baixo na safra de soja e milho na Argentina

16/04/2018
Milho: Com produtores retraídos, negócios são pontuais no sopt Publicado em 16/04/2018 09:58

25/01/2018
Posicionamento da Monsanto sobre ataque de lagarta em lavoura de soja com tecnologia Intacta RR2 PRO® em GO

25/01/2018
Queda das vagens está relacionada a stress climático e solo sem oxigenação

25/01/2018
Em Chicago, soja amplia ganhos com foco no clima na Argentina e mar/18 se aproxima dos US$ 10/bu

Veja mais

Voltar | Topo | Home

Agrológica
Unidade 1 - Primavera do Leste - MT - Avenida São Paulo, 1130 – Distrito Industrial - 66 3500 6300
Unidade 2 - Rondonópolis - MT - Av. Bonifácio Sachetti, 1896 - Distrito Industrial Augusto B. Razia - 66 3423 2249
Unidade 3 - Lucas do Rio Verde - MT - Avenida da Produção, Parque das Emas II, 2620 W - 65 3549 5464
Unidade 4 - Nova Mutum - MT - Av. Perimetral das Samambaias, 1920-W - Parque das Águias - 65 3308 4600
Unidade 5 - Confresa - MT - BR 158, Lote 5, Qd 01 - Residencial Babinski ll - 66 3508 1028
Unidade 6 - Sorriso - MT - Av. Dr. Ari Luiz Brandão, 1514 - Bairro Industrial Nova Prata - 66 3545 1494